Os premiados do Oscar 2009 – Avaliação

Como promessa é dívida… ontem à noite, dia 22 de fevereiro, eu acompanhei online os premiados do Oscar 2009 e, agora, dou uma “melhorada” no que publiquei durante a noite/madrugada. Ontem fui escrevendo aqui, na ordem em que iam saindo os vencedores, a lista de premiados com alguns comentários.

Gostei desta lista como foi publicada, ou seja, deixando alguns dos prêmios mais importantes para o final. Como muita gente já deve saber, Slumdog Millionaire (no Brasil, Quem Quer Ser um Milionário?) foi o grande, grande vencedor da noite. A produção relativamente “independente” abocanhou oito das nove estatuetas pelas quais estava concorrendo. Para mim foi uma alegria, porque estava na torcida por ele. E, no geral, Slumdog conseguiu passar o rodo… fazia tempo que um filme não chegava tão perto de conseguir 100% de aproveitamento ao ser indicado em tantas categorias.

Como era esperado, se houve um grande vencedor, do outro lado da moeda teve que existir um grande perdedor. Esta foi a situação de The Curious Case of Benjamin Button (O Curioso Caso de Benjamin Button), indicado a 13 prêmios e premiado com apenas três – e todos em categorias técnicas, ou seja, que tem pouco (ou nenhum) apelo ao público. Outros perdedores importantes da noite foram: Doubt (Dúvida no Brasil), que saiu da premiação com as mãos abanando, depois de ter sido indicado em quatro categorias (e ter cinco chances de premiar alguém); Frost/Nixon, que também ficou a ver navios, depois de ter sido indicado a cinco prêmios; e Vals Im Bashir, filme israelense considerado por muitos o favorito (eu era uma voz dissonante deste côro) e que perdeu seu posto de melhor do ano em língua não-inglesa para o japonês Okuribito (Departures para o mercado internacional).

Bom, mas deixando de enrolação, vamos ao texto que eu publiquei na noite de domingo e madrugada de segunda (praticamente inalterado, apenas acrescentei os demais concorrentes em cada categoria que acabaram sendo subjugados):

♣______________________________________________♥___________________________________________♦

Prometo que amanhã (segunda-feira) vou melhorar a edição desta página… mas, enquanto isso, vamos comentando por aqui, assim meio “brutalmente”, sobre os premiados da noite do Oscar.

maisonenpetit2Não deu outra no Melhor Curta de Animação, hein? Foi Kunio Kato mesmo quem levou para casa a estatueta, com seu La Maison en Petits Cubes. Como eu tinha comentado antes no post específico desse tema, mesmo assistindo apenas o trailer no Youtube, parecia que ele era um dos dois favoritos. Parabéns!! Ainda que eu tenha gostado tanto de Lavatory-Lovestory… 😉

Outros indicados: Lavatory – Lovestory, Oktapodi, Presto, This Way Up. Observação: (existe um texto específico sobre os indicados aqui no blog).

E a bendita Penélope Cruz levou para a Espanha mesmo a estatueta de Melhor Atriz Coadjuvante… ¡vaya! Parabéns para ela. Ainda que eu ache que, realmente, ela não merecia. Ela está linda em Vicky Cristina Barcelona? Ok, ela está. Tem momentos em que ela está bem no papel. Sim, também. Mas não o suficiente para ganhar de Amy Adams ou de Marisa Tomei. Mas enfim, a Academia quis premiá-la, paciência. Agora é aguentar (se bem que eu agora mesmo não preciso mais… hehehehehehehe) toda a comemoração ufanista dos espanhóis…

As outras indicadas: Viola Davis e Amy Adams por Doubt; Taraji P. Henson por The Curious Case of Benjamin Button; Marisa Tomei por The Wrestler. Observação: todos os filmes desta categoria foram comentados no blog.

Na categoria roteiros… Slumdog Millionaire levou para casa o primeiro de vários prêmios que deve receber nesta noite. Ganhou na categoria Melhor Roteiro Adaptado. Estatueta merecedíssima para Simon Beaufoy. Alguns devem ter se surpreendido com Milk ter levado em Melhor Roteiro Original… afinal, a maioria dos palpiteiros apontavam para Wall-E. Como eu não assisti a animação, quero registrar minhas palmas para Milk. Verdadeiramente foi um grande trabalho do roteirista Dustin Lance Black.

Os outros indicados em Melhor Roteiro Adaptado: Doubt, The Curious Case of Benjamin Button, Frost/Nixon, The Reader. E os indicados em Melhor Roteiro Original: Milk, Wall-E, In Bruges, Happy-Go-Lucky, Frost Riven. Observação: quase todos os filmes indicados têm críticas específicas aqui no blog (exceto por Wall-E e Happy-Go-Lucky).

Ah, e claro, falando nele… Wall-E ganhou como Melhor Animação do ano. Prêmio esperadíssimo – e, dizem, super merecido. Tenho ainda que assistí-lo.

Os outros indicados: Kung Fu Panda, Bolt.

thecuriouscase31O Curioso Caso de Benjamin Button levou dois prêmios super esperados: Melhor Direção de Arte e Melhor Maquiagem. Este segundo, cá entre nós, não tinha nem o que duvidar. Exceto os super fãs de Batman que torciam para o filme ganhar tudo em que concorria, os demais mortais sabiam que esta era uma categoria certeira para Benjamin Button. Provavelmente o filma ficará com estas duas estatuetas na noite e nada mais.

Os outros indicados em Melhor Direção de Arte: Changeling, Revolutionary Road, The Dark Knight, The Duchess. E em Melhor Maquiagem: The Dark Knight, Hellboy 2.

GRANDE Slumdog Millionaire!!! Levou para casa o Oscar de Melhor Fotografia! Uma estatueta muito, mas muito merecida para Anthony Dod Mantle… algo me diz que está será a noite deste filme (oba!!).

Os outros indicados: Changeling, The Dark Knight, The Reader, The Curious Case of Benjamin Button.

A Duquesa levou o Oscar na categoria Melhor Figurino. Por se tratar de um filme de época – ainda não o assisti -, também era algo previsível. Filmes de época sempre levam uma vantagem nesta categoria – por motivos óbvios.

Os outros indicados: Australia, The Curious Case of Benjamin Button, Milk, Revolutionary Road.

O alemão Jochen Alexander Freydank levou a estatueta de Melhor Curta-metragem com seu Spielzeugland (Toyland).

Os outros indicados: Auf der Strecke (On the Line), Manon on the Asphalt, New Boy, The Pig.

Puxa, puxa… que dó não ver ao próprio Heath Ledger subir ao palco do Kodak Theater para receber o seu tão merecido Oscar. O ator, como esperado por 10 em 10 apostadores, foi reconhecido como o Melhor Ator Coadjuvante do ano. Pena que ele tenha partido tão cedo…

Os outros indicados: Josh Brolin por Milk; Robert Downey Jr. por Tropic Thunder; Philip Seymour Hoffman por Doubt; Michael Shannon por Revolutionary Road.

Era esperado também que Man on Wire levasse a estatueta de Melhor Documentário. Grande trabalho do diretor inglês James Marsh comentado aqui neste blog anteriormente. Com um cuidado técnico belíssimo, o filme mistura fotografias e vídeos antigos de Philippe Petit e de seus amigos com recriações muito poéticas feitas com atores. Um belo filme, realmente.

Os outros indicados: The Betrayal (Nerakhoon), Encounters at the End of the World, The Garden, Trouble the Water. Observação: o documentário vencedor têm crítica neste blog.

O trabalho de Megan Mylan intitulado Smile Pinki ganhou como Melhor Documentário em Curta-metragem. Eu tinha buscado mais informações sobre este curta há algum tempo atrás e tinha encontrado o seu trailer. Ele conta a história de uma menina indiana que nasceu com uma fenda palatina e que, por ser pobre, busca a ajuda de um médico voluntário. Parece interessante.

Os outros indicados: The Conscience of Nhem En, The Final Inch, The Witness – From the Balcony of Room 306.

Slumdog Millionaire ainda levou os prêmios em Melhor Mixagem de Som – achei que nesta ele perderia para The Dark Knight. Mas tudo certo para Batman, porque ele levou a estatueta em uma categoria “meio-irmã”: Melhor Edição de Som.

Os outros indicados em Melhor Mixagem de Som: The Curious Case of Benjamin Button, The Dark Knight, Wall-E, Wanted. E em Edição de Som: Iron Man, Wall-E, Slumdog Millionaire, Wanted. Observação: o único Oscar “perdido” por Slumdog foi nesta última categoria, Melhor Edição de Som. Em todas as outras em que estava concorrendo, ele venceu.

Benjamin Button conseguiu mais um prêmio técnico: Melhores Efeitos Especiais. Outra em que eu achava que The Dark Knight se sairia melhor.

Os outros concorrentes: The Dark Knight, Iron Man.

slumdog2Mais uma para o grande Slumdog: Melhor Edição. Bem, nesta categoria nem tinha o que dizer. Um dos grandes méritos do filme é justamente a sua edição, um trabalho de primeiríssima de Chris Dickens. Merecedíssimo! E pelo jeito será uma noite de lavada do meu filme preferido na premiação… Slumdog acaba de receber o Oscar de Melhor Trilha Sonora Original para o indiano A. R. Rahman. Muito bem!

Os outros concorrentes em Melhor Edição: The Curious Case of Benjamin Button, The Dark Knight, Frost/Nixon, Milk. E em Melhor Trilha Sonora Original: The Curious Case of Benjamin Button, Defiance, Milk, Wall-E.

Opa! E mais uma para Slumdog… para minha surpresa, ele levou ainda em Melhor Canção Original. A premiada foi Jai Ho. E vamos que vamos passando o rodo!

Os outros concorrentes: Down to Earth, de Peter Gabriel, por Wall-E; O Saya, de A. R. Rahman e Maya Arulpragasam, por Slumdog Millionaire.

E me desculpem todos os que adoraram o filme Vals Im Bashir, mas quem levou a estatueta de Melhor Filme Estrangeiro este ano foi o Japão. Parabéns para Departures – logo que puder, vou assistí-lo e comentar sobre esta produção por aqui. De qualquer forma, repito o que eu disse antes: não achava que o filme de Ari Folman merecesse ganhar. E ainda que a comunidade judaica nos Estados Unidos – especialmente em Hollywood – tem força, muita força, gostei de ver que no lugar do lobby feito pelo filme ganhou outro em seu lugar. E a escola japonesa merece respeito!

Os outros concorrentes: The Baader-Meinhof Komplex, Entre Les Murs, Revanche, Vals Im Bashir.

ESTOU SOLTANDO FOGOS!!! Grande Danny Boyle!!! O cérebro de Slumdog Millionaire acaba de “embolsar” a sua estatueta como Melhor Diretor. Nada mal para este inglês ousado e maravilhoso.

Os outros concorrentes: Stephen Daldry por The Reader; David Fincher por The Curious Case of Benjamin Button; Gus Van Sant por Milk; Ron Howard por Frost/Nixon. Observação: o trabalho de todos os concorrentes foi comentado neste blog nas críticas de seus respectivos filmes.

E não teve para ninguém: Kate Winslet levou a estatueta de Melhor Atriz por seu trabalho em The Reader. Outro prêmio muito merecido, porque esta atriz literalmente foi crescendo praticamente trabalho após trabalho. Sem contar que ela veio de duas grandes interpretações: uma em The Reader e a outra em Revolutionary Road.

As outras concorrentes: Meryl Streep por Doubt; Anne Hathaway por Rachel Getting Married; Angelina Jolie por Changeling; Melissa Leo por Frost River. Observação: o trabalho de todas as concorrentes foi comentado neste blog nas críticas de seus respectivos filmes.

Mas na categoria onde existia alguma dúvida… a de Melhor Ator… deu mesmo Sean Penn na cabeça. Merecedíssimo, vamos! Ele está fantástico em Milk. Ainda que, eu admito, se Mickey Rourke tivesse ganho eu também ficaria feliz. Mas Penn, por seu trabalho como ator, diretor, produtor e etcétera (de outros filmes, me refiro), merecia levar uma estatueta para casa. Boa!! Além do mais, se Rourke realmente está “ressurgindo” das cinzas, ele terá outras oportunidades de levar um prêmio deste para casa.

Os outros concorrentes: Mickey Rourke por The Wrestler; Frank Langella por Frost/Nixon; Richard Jenkins por The Visitor; Brad Pitt por The Curious Case of Benjamin Button. Observação: o trabalho de todos os concorrentes foi comentado neste blog nas críticas de seus respectivos filmes.

E, finalmente, o prêmio mais importante e esperado da noite… Melhor Filme para Slumdog Millionaire! Bravo, bravíssimo!! Dos filmes concorrentes, verdadeiramente era o melhor. Parabéns para Danny Boyle, Simon Beaufoy, a co-diretora Loveleen Tandan (que ajudou a filmar na Índia), aos atores, especialmente Dev Patel, Freida Pinto, e todos os garotos que participaram deste projeto. Filmaço recomendado para qualquer pessoa. E algo que vi hoje e que me deixou feliz: ele voltou a estar entre a lista dos cinco filmes mais assistidos nos Estados Unidos. Até o momento, faturou pouco mais de US$ 88 milhões nos Estados Unidos – e com os oito Oscar’s da noite, só deve aumentar esta cifra. Vai que é sua, Slumdog!!

Os outros concorrentes: Milk, The Curious Case of Benjamin Button, The Reader, Frost/Nixon. Observação: todos os concorrentes têm críticas específicas publicadas aqui no blog.

Anúncios