Sobre a autora

100_5507

Página de comentários e críticas sobre filmes e o cinema, este visto como manifestação artística e como indústria. Criada por Alessandra Ogeda, jornalista atuante desde 1997. Neste tempo, escrevi por vários anos sobre cinema, com críticas e entrevistas publicadas em mais de um jornal no Sul do Brasil.

Comecei este blog quando estava estudando em um doutorado em Madrid, na Espanha. Foi ali que decidi voltar ao meu velho vício de escrever a respeito da minha paixão – a qual nunca abandonei. Desde o final de 2008 de volta ao Brasil, tento manter o blog atualizado ao mesmo tempo em que atuo na área de marketing digital e inbound marketing em uma agência especializada de Florianópolis (SC).

Este blog segue algumas regras próprias.

Para começar, ele tem como característica textos longos e a publicação de cartazes dos filmes em grande qualidade. Sei que estas duas características são um pouco “anti-Internet”, mas sigo elas porque é assim que eu gosto de produzir. Textos longos são motivados pelo meu gosto pela escrita e como forma de “subverter” as regras sociais – ou seja, de insistir em fazer “do meu jeito” ainda que não seja o que a imprensa em geral faça com textos cada vez mais curtos e sem conteúdo ou o que a internet “tradicional” diga que se deva fazer (igualmente com a desculpa de “escrever menos para facilitar a leitura”). Sempre achei que quem busca informação, conteúdo e qualidade não irá se importar de ler grandes textos. Eu, pelo menos, funciono assim. A ideia dos cartazes em grande qualidade obedece a algo que gosto: quando um filme me agrada, gosto de ter o cartaz dele em formato grande para guardar. Manias.

Outras regras deste blog:

1) Escrevo sobre os filmes na ordem em que os assisto. Ou seja: o último filme postado no blog é realmente o último que eu assisti. Gosto desta lógica dos blogs, que vão “selecionando” a informação cronologicamente. Então aproveito isso para fazer um tipo de “diário de cinéfila”, como tantos outros que existem por aí.

2) Sigo um certo “padrão” de conteúdo, ou seja, sempre começo os textos “divagando” sobre os filmes, depois faço um resumo da história, retomo a crítica (sempre avisando ao leitor que o texto pode – e provavelmente irá – estragar surpresas), depois dou uma nota para o filme, faço algumas observações finais e termino com uma conclusão da crítica. Em fase de premiações, também posso abrir um tópico de palpites (como é o caso do Oscar). Outras seções podem ser criadas dependendo de sugestão de leitores ou de outros fatores.

3) Devido a regra número 1, na página principal do blog eu nunca irei comentar algum filme que eu tenha assistido no passado ou algum filme que eu já assisti e voltei a ver recentemente. Na página principal só comento novos filmes que eu tenha assistido recentemente. Por isso, em breve irei criar uma outra página dentro do site para críticas de filmes que eu tenha visto há um tempo e que voltei a ver por recomendação de algum leitor ou por vontade própria. De qualquer forma, esses comentários seriam um “plus” dentro do blog, mas escapariam da lógica principal dele.

4) Os comentários dos leitores não são apenas bem-vindos. Eles são fundamentais. Para mim a ideia de um blog ou de um jornalismo de qualidade passa pela troca de ideias, pela interação entre quem escreve e quem escreve também (leia-se blogueiro e leitor). Ninguém é “dono” da informação. O bacana é justamente a troca de experiências, conceitos, gostos e percepções. Por isso incentivo sempre que os leitores do blog participem. Faça isso! Da minha parte, tento sempre responder o mais rápido possível, para não perdermos a vontade de conversar.

Um grande abraço a você, que chegou aqui! E espero que sua visita se repita muitas vezes.